Artigos

Desafio da cruz

O secretário de Estado, cardeal Pietro Parolin, transmitiu nesta quarta-feira, 10, a saudação do papa Francisco aos participantes do Encontro da Rede Eclesial Pan-Amazônica. O evento ocorre na sede das Pontifícias Obras Missionárias (POM) até sexta-feira, 12, e reúne lideranças de 11 países, com a proposta de traçar metas e estratégias comuns em vista da consolidação de uma Rede Eclesial voltada para a missão na região amazônica.

Na mensagem são retomados trechos da Encíclica Evangelii Gaudium, que ressalta a importância do compromisso com a vida do próximo, a partir de atitudes de “viver juntos, misturar-nos, encontrar-nos, dar o braço”. Nesta perspectiva, o papa Francisco deseja que a Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM) possibilite o “sair de si mesmo para se unir aos outros”.

O papa deseja que os agentes e entidades estejam comprometidos com a vida na Amazônia e que possam contribuir para “alargar os espaços da compreensão e da solidariedade entre os homens e os povos, refletindo constantemente aquela ‘Luz das nações’ – Cristo – que resplandece no rosto da Igreja universal e das Igrejas locais”.

Ao final da saudação, Francisco relembra que somente o “testemunho cristão pode, graças à rede, alcançar as periferias existenciais humanas, permitindo que o fermento cristão fecunde e faça progredir as culturas vivas da Amazônia e os seus valores”.

Fonte: CNBB

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Palavra do Fundador

Agenda

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 
 « ‹abr 2021› » 
Notícias

Papa deseja que Rede Pan-Amazônica seja espaço de solidariedade

O secretário de Estado, cardeal Pietro Parolin, transmitiu nesta quarta-feira, 10, a saudação do papa Francisco aos participantes do Encontro da Rede Eclesial Pan-Amazônica. O evento ocorre na sede das Pontifícias Obras Missionárias (POM) até sexta-feira, 12, e reúne lideranças de 11 países, com a proposta de traçar metas e estratégias comuns em vista da consolidação de uma Rede Eclesial voltada para a missão na região amazônica.

Na mensagem são retomados trechos da Encíclica Evangelii Gaudium, que ressalta a importância do compromisso com a vida do próximo, a partir de atitudes de “viver juntos, misturar-nos, encontrar-nos, dar o braço”. Nesta perspectiva, o papa Francisco deseja que a Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM) possibilite o “sair de si mesmo para se unir aos outros”.

O papa deseja que os agentes e entidades estejam comprometidos com a vida na Amazônia e que possam contribuir para “alargar os espaços da compreensão e da solidariedade entre os homens e os povos, refletindo constantemente aquela ‘Luz das nações’ – Cristo – que resplandece no rosto da Igreja universal e das Igrejas locais”.

Ao final da saudação, Francisco relembra que somente o “testemunho cristão pode, graças à rede, alcançar as periferias existenciais humanas, permitindo que o fermento cristão fecunde e faça progredir as culturas vivas da Amazônia e os seus valores”.

Fonte: CNBB