Banner Principal Formações

O que leva a sociedade a querer proteger os animais e não proteger o direito à vida humana?

A Comunidade Católica Missão Maria de Nazaré, em seus vários projetos de evangelização, desenvolve um programa chamado Amor Fecundo, responsável por promover atividades com casais e famílias, como: Teologia do Corpo, Grupo Pró Vida, Método de Ovulação Billings.

O Grupo Pró Vida – “Família e Vida” surgiu por meio da iniciativa da MMN, juntamente com outros movimentos católicos, com o objetivo de impedir a implantação da Ideologia de Gênero no plano municipal de educação. Porém a partir deste movimento, surgiu a necessidade do grupo se organizar de modo mais efetivo contra toda cultura de morte que envolve nosso meio social, político, entre outros.  Assim nasceu o Grupo Pró Vida que tem como fundamento, defender e promover a Vida em todas as suas etapas.

Desta forma, neste ano de 2016 serão promovidos seminários, encontros públicos, textos e artigos a fim de formar, orientar e promover a vida em todos os seus meios.

Hoje a mídia e o mundo dizem que é certo não ter filhos e assim querem implantar de qualquer forma uma cultura sem valores e sem base familiar, capaz de colocar no plano educacional ideologias não condizentes com a fé cristã e com a moral. Vivemos uma era em que o aborto pode SIM ser legalizado no BRASIL. À que ponto chegamos?

Chegamos a um ponto, em que o direito ora tutelado pela Constituição Federal como direito à VIDA, não é mais respeitado. Hoje o homem prefere proteger, cuidar e penalizar mais aquelas pessoas que maltratam os animais e o meio ambiente; (não estou aqui dizendo que eles devem ser maltratados), do que proteger, cuidar e penalizar aqueles que querem tirar a vida e o direito de viver daqueles que nem nasceram ainda. Estamos vivendo um retrocesso, onde a vida humana não tem mais valor.

O que leva a sociedade a querer proteger os animais e não proteger o direito à vida humana?

Tantos os animais como à vida humana devem ser protegidos sim. Mas será mesmo que cabe a mim, a você, a nós, ditar as regras daquele pequeno ser divino? Como saber qual será o futuro daquela criança, se não foi dado a ela o direito de nascer? E se ela for obra da graça de um milagre?

Não há nada mais belo do que o nascimento, e mesmo que aquela criança depois venha a falecer, foi dado a ela o direito de ser gerada e amada, assim como Jesus foi por meio de Maria.

Queridos irmãos, com o objetivo de informar e evangelizar postaremos ao longo da semana por meios de textos, informativos e imagens, assuntos relativos ao tema, a fim de esclarecer suas dúvidas. Se você tem algum questionamento, ou até mesmo oposição sobre este tema envie-nos um e-mail para ([email protected]) assim poderemos esclarecer e fazer textos relativos ao mesmo.

 

 

mayraMayra Stepheni

Missionária da Comunidade Missão Maria de Nazaré

Ela é estudante de direito e coordena o grupo Pró-Vida da MMN.

Palavra do Fundador

Agenda

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 
 « ‹jun 2021› »