Banner Principal Notícias

Missão Maria de Nazaré marca presença no encerramento do Jubileu da Misericórdia na Diocese de Divinópolis

O Jubileu Extraordinário da Misericórdia teve início com a abertura da Porta Santa, na Catedral de Bangui, na República Centro-Africana, no dia 29 de novembro de 2015. No dia 8 de dezembro do mesmo ano, foi a vez da abertura da Porta Santa da Basílica de São Pedro, algo que não acontecia desde 2000. Esta porta é aberta apenas durante o Ano Santo, permanecendo fechada no restante do tempo, e existem portas santas nas quatro basílicas papais: São Pedro, São João de Latrão, São Paulo fora de muros e Santa Maria Maior. O anúncio solene do Ano Santo teve lugar com a leitura e publicação da bula pontifícia (Misericordiae Vultus), junto da porta de São Pedro, no Domingo da Divina Misericórdia, no 12 de abril. E, no terceiro Domingo do Advento, conhecido como o Domingo da Alegria, dia 13 de dezembro, várias dioceses do mundo abriram as Portas Santas em suas catedrais e, em algumas, nos santuários.

Na Diocese de Divinópolis a Cerimônia de abertura da Porta Santa da Misericórdia na Catedral aconteceu no dia proposto pelo Papa Francisco, 13 de dezembro de 2015, e contou com a presença  do Bispo Diocesano, Dom José Carlos, do até então Párocoda Catedral, Padre Maia e do Padre Carlos Henrique (Vigário Forâneo). Centenas de fiéis, vindos de toda a Diocese, também participaram deste evento inédito e histórico da Igreja. Já no Santuário Diocesano de Nossa Senhora da Conceição, em Conceição do Pará, a segunda Porta da Misericórdia da Diocese de Divinópolis foi aberta no dia 20 de dezembro. Esta segunda foi aberta pelo Bispo Emérito, Dom José Belvino e contou com a presença do Reitor do Santuário, Padre Vicente Ferreira Lima.

“Abri as portas da justiça. Nelas entraremos para dar graças ao Senhor!”, aclamou Dom José Carlos, segundos antes de abrir a Porta Santa. “Esta é a porta do Senhor: por ela entraremos para alcançar a misericórdia e o perdão”, foram as primeiras palavras do Bispo, depois da abertura, seguindo o rito prescrito pela Igreja.

Na Catedral de Divinópolis, a programação do Ano Santo da Misericórdia foi bastante intensa. Foram celebrados 14 jubileus ao decorrer do ano.

Já no Santuário Diocesano, aconteceram, durante o ano, várias peregrinações de paróquias, pastorais e movimentos.

O Jubileu da Misericórdia foi encerrado em todas as dioceses do mundo neste último dia 13 de novembro. Na Diocese de Divinópolis, centenas de fiéis, vindos de várias cidades da região, lotaram a Catedral Diocesana na noite deste domingo para celebrar o fechamento da Porta Santa e o Processo de Beatificação do Padre Libério em nível diocesano.

A Santa Missa de Conclusão do Jubileu foi presidida, às 19h30, pelo Bispo Diocesano, Dom José Carlos e concelebrada pelos padres Luis Carlos Amorim, Adelmo Sérgio, Guilherme Machado, Gilmar Pinheiro, Lúcio Camargos, Bento, Francisco Cota, Paulo Pereira, Júlio Antônio e pelos missionários Sacramentinos de Nossa Senhora, padres Márcio Pacheco e Heleno Raimundo.

A Missão Maria de Nazaré se fez presente através do Conselho Geral da Comunidade e do Coordenador da Comunidade Terapêutica Chácara João Paulo II, Matheus Dias, e seus acolhidos.

chacara

Em sua homilia dom José Carlos começou refletindo a primeira Leitura(Ml 3, 19 – 20a)e o Evangelho (Lc 21, 5 – 19) deste 33º Domingo do Tempo Comum. Após a rica reflexão, dom José Carlos falou do Ano Santo da Misericórdia e do Servo de Deus Padre Libério; confira na íntegra:

Antes da bênção final, aconteceu o fechamento da Porta Santa da Misericórdia da Catedral de Divinópolis; assista:

Após a Santa Missa, aconteceu o Ato Jurídico de fechamento do Processo de Beatificação do Padre Libério em Nível Diocesano. Clique aqui e veja como foi o Ato Jurídico.

CLIQUE AQUI para ver as fotos da Conclusão do Jubileu da Misericórdia.

Fonte: Diocese de Divinópolis

Palavra do Fundador

Agenda

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 « ‹jul 2021› »