Notícias

Missão Maria de Nazaré marca presença em três cidades no Carnaval

Engana-se quem pensa que o Carnaval é tempo de devaneios. Há aqueles sim, que decidem por viver esse tempo, em meios as ilusões, máscaras e prazeres passageiros, com a desvirtuação dos valores e moral, mais há aqueles que escolhem por fazer um Carnaval diferente, com Cristo, com o Salvador, através de muita alegria e louvor.

Nesse tempo, muitos jovens, decidem-se por procurar retiros, rebanhões, espalhados pelo Brasil, reservando esse tempo para rezar, encontrar mais intimamente com Deus, através de pregações, adorações, música e claro, se divertir, fazer amigos. O cristão não é alienado no mundo, não vive apenas recolhido em penitência, como muitos imaginam. Pelo contrário, eles são pessoas cientes, que descobriram que a única e verdadeira felicidade é com Cristo.

O Carnaval é o tempo em que a Igreja, deu-nos para celebrarmos o dom da alegria de forma virtuosa, encontrando toda a graça de sermos seres humanos por meio das coisas boas que trazem à vida.  A capacidade de sentir sabores, ter sensações, riso, dançar, socializar, tudo é licito perante a Lei de Deus e o agrada, vendo seus filhos podendo desfrutar a felicidade nessas formas. Muitas vezes, o problema das festas de Carnaval não está no anseio das pessoas pela busca da alegria, mas nos excessos e permissividades com que as praticam.

Nesse intuito de levar alegria do Senhor, os missionários da Comunidade Missão Maria de Nazaré, se dividiram em equipe e estiveram presentes nas cidades de Campo Belo e Nova Serrana. Eles promoveram durante esses dias, um retiro, no qual ficaram responsáveis pela música e pregação. Outra equipe também esteve presente no Rebanhão em Divinópolis, divulgando sobre a Comunidade e distribuindo o informativo mensal.

 

CLIQUE AQUI para ver as fotos do Carnaval de Campo Belo e CLIQUE AQUI para ver as fotos do Carnaval de Nova Serrana.

 

 

Quarta-feira de Cinzas, eis o tempo de conversão

No dia seguinte ao término do Carnaval, mais precisamente na quarta-feira de cinzas, onde os fiéis recebem o sobre a fonte a cinza, com a seguinte elocução: convertei-vos e credes no evangelho, recordando que “do pó vieste e a ele voltará”. Nesse dia, inicia-se o tempo da Quaresma, quarenta dias que antecedem à Páscoa. Esse é o momento, ao qual somos convidados, a rever nossas vidas em jejum, penitência e oração, nos levando a estar com Cristo em seu sofrimento e seu triunfo sobre a morte. É tempo de conversão, a quaresma não deve ser apenas lembrada, mais ser vivida, como forma de mudança de vida. Por isso, esforçai em abrir seu coração a Cristo, enquanto ele se deixa encontrar.

 

POR LUANA NATACHA

Palavra do Fundador

Agenda

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 
 « ‹set 2021› »